Cidade Destaque Notícias

Secretaria pagou menor aprendiz com cheque sem fundo, diz mãe

aprendiz

Pais de adolescentes entre 14 e 17 anos e que trabalham no programa Pequenos Aprendizes em Catalão, dizem que os filhos estão sem receber os salários desde dezembro. Uma mulher que não quis se identificar conta que recebeu um cheque sem fundo da Secretaria Municipal de Ação Social, responsável pelos pagamentos.

O programa tem o objetivo de capacitar os adolescentes para o mercado de trabalho oferecendo cursos profissionalizantes. Porém, desde dezembro, as atividades foram suspensas. O projeto é de responsabilidade da Secretaria de Ação Social, que faz o intermédio com as empresas que contratam os aprendizes.

A mãe de uma garota diz que se sentiu constrangida ao tentar receber um cheque dado pelo órgão público como pagamento à filha. “A gente levou o cheque para descontar e, de repente, volta o cheque falando que está sem fundo”, disse a mulher que não quis se identificar. Ela também afirma que alguns adolescentes também não receberam o 13º salário.

A nova secretária de Ação Social, Adriete Elias, informou que ainda não sabe como está a situação do órgão, pois os registros dos adolescentes desapareceram. “Nós não temos registros de nada, não recebemos nenhum tipo de listagem dos pequenos aprendizes que estavam lá. Estamos tendo problemas com esses jovens que receberam os cheques, não sabemos quem são eles”, disse.

Diante do problema, os pais esperam apenas que os adolescentes consigam receber o salário. “Eu espero que resolva o mais rápido possível, porque já está entrando no segundo mês e a gente está contando com o dinheiro. A gente precisa de uma resposta para que resolva isso logo”, disse a mãe que não quis se identificar.

Publicidade

Mais Catalão

Mais Assuntos

Publicidade